Segunda-feira, 19 de Novembro de 2007

ser imbecil

Digam lá se existe alguma maneira melhor de iniciar um blog(zinho) ou anti-blog do que ofendendo os outros e ainda por cima sob a sempre útil "capa do anonimato"...

 

E ainda consegue vir publicitar o "seu" nos comentários dos "imbecis"... faço-te a vontade e dou-te este espaço de graça mas fica sabendo que há por aí mais gente a "cortar fitas".

 

É preciso paciência para aturar cada merda!

António José Ramos às 09:52
link | diz lá tu
10 comentários:
De Sandra R a 19 de Novembro de 2007
Ele há com cada um ...
De Joaquim Trincheiras a 19 de Novembro de 2007
Bem, eu também fui "contemplado", até sou o 1º da lista... mas não lhe fiz (faço) a vontade. Este é certamente mais um dos muito frustrados pois nem nome tem. devia queixar-se aos pais ou padrinhos mas não, como não lhe dou (damos) "trela", agora fez um blog... anti-blogs (estranho, não acham?)
De Alfredo Caiano Silvestre a 19 de Novembro de 2007
Caramba, compadre!
Então o meu amigo dá carreira a cegos destes?!
O cachopo nem Português sabe!...

Tire-lhe os links! O caramelo que se promova à conta dele. Razão tem o o outro amigo seu que escreveu aqui antes de mim.

Aquilo é só dor de cotovelo. Continue o seu bom trabalho.
De DF a 20 de Novembro de 2007
Caro amigo... não se chateie com o pessoal que pensa que vai ganhar fama através de achincalhar os outros...

Se não forem alimentados com a sua dose de polémica acabam por cair e morrer sem que ninguém dê conta.

Bom trabalho

PS: Só tenho pena de ser do Sporting mas mesmo assim é o meu 2º clube a seguir ao glorioso obviamente.
De PPC a 20 de Novembro de 2007
amigo António José Ramos seria bom traçar o perfil do rapazinho encaspado e oleoso a cheirar a porco esse mesmo vcs sabem quem ele é
De João Trincheiras a 21 de Novembro de 2007
Tózé, não pude deixar de ir ver o 'plagiado' e deparei com este post que não quero deixar passar em claro:
http://corta-fitas.blogspot.com/2007_11_01_archive.html#3724344739149418552

Quanto ao resto... Não ligues. Ao fim e ao cabo não deves explicações a ninguém.

Fica bem.
De António José Ramos a 21 de Novembro de 2007
@ Sandra – há não há??? Se calhar é o mesmo da outra vez... bjs

@ Quim – tens razão mas alguém de chamar o moço pelo aquilo que é...

@ Alfredo – este tipo de gente não me incomoda nada acho sempre piada que se lembrem de nós e se fosse boa gente não vinha anónimo, o pior é que deve ser alguém que me conhece bem e como tal não tem “tomates” para “marrar” de frente... grande abraço

@ DF – nada chateado, obrigado e quanto à 2ª circular, lamento por si mas tb nem tudo pode ser perfeito na nossa personalidade, ah ah ah... abraço

@ PPC – tem razão e o pior é que o cheiro já muitas vezes esteve perto de mim mas identificado... e sabujando-se como amigo certamente abraço e obrigado

@ João – obrigado pela re-lembrança, já conhecia o post do corta-fitas, aliás tenho uma história do mesmo género e com a tua Inês pois até tenho uma peça feita por ele em que estão “assentes” no barro as mãos da pequenada... Grande Homem, o “Zé Franco”... (há-de sair post “passeios” um dia destes)...
De Nefasto a 25 de Novembro de 2007

1- Os bloggers não devem ser anónimos.

Desde que tal não se aplique a mim!

2- Os bloggers devem ser responsáveis por aquilo que escrevem.

Desde que isso não me abranja!

3- Os bloggers não se devem dedicar ao auto-comentário.

Desde que tal não se aplique a mim, que por não ter leitores, os invento.

4- Os bloggers não devem censurar comentários.

Desde que sejam meus. Ou desde que seja eu a censurá-los!

De João a 25 de Novembro de 2007
Amigo Ramos.
Na fase actual da blogosfera, o melhor a fazer é ignorar este tipo de rapazes. Não merecem crédito.

Bom fim-de-semana.
De Anónimo a 9 de Dezembro de 2007
será o ultimo post sobre o assunto CortaFitas pq ja sabemos todos ke o gajo é pikeno de nascença e pelos vistos ninguem o grama em etz e ja sabe ke nas proximas listas tem o pe de fora ke e pra aprender e voltar pro desemprego <>

Comentar post

procura aqui...

subscrever feeds

Alentejanices...

todas as tags

há mais estas...