Terça-feira, 6 de Maio de 2008

Autárquicas 2009

Eis um "post" que pela sua precocidade vai certamente andar em constantes, e espaçadas no tempo, actualizações... (não sei como as vou fazer, mas já que as hostes amigas e partidárias estão activas e muito acesas por Estremoz, aqui vou deixando o que me for aparecendo):

 

ESTREMOZ  -  Câmara Municipal

  • 05 de Maio de 2008

 

CDS/PP anuncia que Luís Assis será o seu candidato a Presidente da Câmara Municipal de Estremoz e António José Garcia o candidato à Assembleia Municipal.

 

 

  • 05 de Abril de 2008

Pelo PS local, tudo na mesma no pós eleições, logo, já se pode dizer sem grandes margens para erros, que José Alberto Fateixa será o candidato que já era antes de o ser.

 

 

 

  • 24 de Março de 2008

Últimos "sons" na cidade:

 

- PS enquanto não forem as eleições locais não há José Alberto Fateixa.

- PSD ainda sem (pré) candidato... António José Ramalho (já) recusou!?!....

- CDU aposta em Maria Odete Ramalho...

- CDS parece inclinado para Luís Assis...

- BE será que vai a estas!?!... diz que sim mas ainda é cedo!

- IND (1) Luís Filipe Mourinha ainda sem respostas aos convites...

- IND (2) Há outro Independente em vias de..., falta saber se o PSD o convida antes de avançar...

 

 

  • 17 de Março de 2008

Entrevista de Luís Filipe Mourinha à Rádio Despertar - Voz de Estremoz

programa "à volta do rossio" - 15h00 (repetição às 22h e dia 18 às 07h)

 

  • 10 de Março de 2008

 

Luís Filipe Mourinha (RE) candidata-se como Independente a Presidente da Câmara Municipal de Estremoz.

 

(...)

 

 

Alentejanices...: ,
António José Ramos às 00:00
link | diz lá tu
19 comentários:
De Anónimo a 12 de Março de 2008
Era bom que a população de Estremoz soubesse que em 2005 a reforma choruda de Luís Mourinha (por ter estado APENAS 12 anos no poleiro) era de 1438.15 € e agora em 2008 estará na ordem dos 1500.00 €. Se ganhar as eleições em 2009 levará para casa todos os meses entre o ordenado de Presidente e a reforma, mais de 5000.00 €. E viva o Comunismo e o amor a E$tremoz.
De António José Ramos a 12 de Março de 2008
Por muito que também não concorde, cada um recebe o que tem direito pela lei, o problema estará em quem permite que pessoas no activo continuem a receber reformas por trabalhos que continuam a desempenhar.
Como não será somente este candidato a recebê-lo, parece-me injusto utilizar tal argumento para comentar a (re)candidatura.
Devemos sim manifestar o nosso descontentamento para com uma lei injusta e denunciar os casos, o que poderá num cenário positivo fazer com que os politicos se toquem sobre estas benesses que mais ninguém tem.

Comentar post

procura aqui...

subscrever feeds

Alentejanices...

todas as tags

há mais estas...