Domingo, 1 de Fevereiro de 2009

ESTREMOZ: "BRADOS DO ALENTEJO"

Passam hoje, 1 de Fevereiro, 78 anos da primeira publicação do jornal de Estremoz - Brados do Alentejo.

 

Parabéns a todos os que o tornam possível, bem como a todos os estremocenses espalhados pelo mundo, razão da sua existência, e que fazem dele o seu principal elo de ligação à "terrinha".

 

Não há entre nós certamente, mesmo que se discorde ou não se goste, quem não reconheça valor e empenho, bem como uma forma de ligação a Estremoz, é assim sempre que se fala em "Brados do Alentejo".

 

Sucesso e Parabéns...

 

Alentejanices...: ,
António José Ramos às 00:07
link do post | diz lá tu | disseram os outros (1)
Terça-feira, 26 de Agosto de 2008

antes "primata e mentecapto" que...

... burro teimoso, ignorante e pasquineiro!

 

O fulaninho insiste na tese perdida da teimosia e do sabe tudo pasquineiro, não acreditam? então leiam a resposta a quem o contestou ou apenas o criticou:

 

"Repito que foi penálti"

 

Os medicamentos e depressa... ou então estamos todos loucos! O melhor é mesmo borrifarmo-nos também!

 

Alentejanices...:
António José Ramos às 23:21
link do post | diz lá tu

"devemos ser todos estúpidos"

Digo eu perante a escrita lida.

 

Para conseguir este feito, um certo "jornalista"  mais não tem que escrever um artigo de opinião contrariando a opinião de todos os portugueses (por mais adereços e rodeios que façam a um lance mal ajuizado por um árbitro num simples jogo de futebol). É o que faz (na minha opinião)  um tipo que mais não é que um jornalista frustrado para conseguir tempo de antena. Fico com pena do jornal de referência que tem de lhe dar guarida a coberto de supostos serviços prestados ao jornalismo nacional. Este senhor, escolhido para ser "Provedor do Leitor" (!!!!) consegue de uma forma inenarrável, ser mais esperto, ver melhor, entender melhor e perceber de tudo como mais nenhum ser vivo ao cimo da terra, em especial se for "tuga".

 

Ler este  "Foi mesmo penálti"  e tentar acreditar se algo do que ali vem faz sentido, não é mais que aceitar que somos todos uns estúpidos energúmenos sem opinião e que este senhor é o supra sumo do jornalismo e da opinião escrita.

 

Sinceramente, nada tenho contra os jornalistas desportivos que defendam os seus clubes desde que saibamos de antemão as suas escolhas e que a honestidade exista nas suas análises. Este artigo de (des)opinião demonstra uma falta de respeito para com o Sporting Clube de Portugal na pessoa do seu treinador e adeptos  mas essencialmente para com os leitores do jornal Record e até ao próprio clube Trofense,  a quem chama "assustador" (como é óbvio este termo vem de forma depreciativa para com as qualidades e capacidades futebolísticas dos seus atletas), como se o Trofense não tivesse o direito de estar entre os clubes que disputam a liga nacional de futebol e nas suas hostes estivessem "meninos" sem qualquer experiência de 1ª divisão.

 

As imbecilidades escritas são tantas, que duvido que qualquer pessoa de bom senso consiga rever-se nas justificações dadas para o incompreensível erro de análise futebolística ocorrida no passado Sábado em Alvalade.

 

Nestas coisas do erros dos árbitros costumo ser muito calmo nas minhas opiniões e análises, aliás como costumo dizer, "nunca vou compreender como se consegue ver uma coisa que não existe. explico melhor... entendo que não se veja o que existe agora conseguir ver o que não existe é que é sempre ESTRANHO".

Voltando ao artigo do jornal RECORD e na pessoa do senhor Rui Cartaxana, posso apenas dizer para terminar que de crédito não me merece qualquer um (também não precisa dele, logo estamos felizes os dois) e certamente prestou um bom serviço a SI mesmo mas para mim um muito mau ao jornalismo, ao jornal e aos seus leitores.

 

 

Alentejanices...: , ,
António José Ramos às 16:12
link do post | diz lá tu
Sábado, 6 de Outubro de 2007

"ECOS" nas "TERRAS BRANCAS"

Após publicação no jornal ECOS deste "ECOS de fora" do leitor José Maria Vaz - Borba, "estalou" uma guerra surda entre os dois jornais.

 

 

Agora e passados alguns meses sobre o referido artigo e motivada pela publicação no ECOS de novos dados sobre esta "guerrinha", eis que o assunto volta a ser debatido em força, pelo menos na blogosfera local.

Segundo o "Terras Brancas" a participação efectuada visa identificar o autor do escrito.

Segundo o "Ecos" a queixa foi porque o autor chamou o "Terras Brancas" de "pasquim".

Pois é, nem nas coisas óbvias as pessoas se entendem, quando disso fazem questão.

Tenho para mim que a razão principal é o abuso com que "escribas" sob a asa do pseudónimo desatam a escrever tudo e o que mais houver para servir outras coisas e outros interesses.

Não me cabe a mim dizer onde está a verdade porque os intervenientes sabem bem onde ela está, o que me indigna é que depois se passe para a opinião pública o que se quer usando páginas de jornais ou se "brade" tantas vezes uma mentira na esperança que ela se transforme em verdade.

Já foi amplamente debatido em dois blogues locais as questões de ambos os lados, como se houvesse dois lados, no entanto não é demais lembrar que existem regras e leis para cumprir mesmo para quem escreve e também para quem apresenta queixas em tribunal.

Parece-me mais, que há quem goste de brincar ao jornalismo, invente factos e personagens e depois, quando a brincadeira fica séria desata a correr para a frente na esperança que se esqueçam que ele existe e poder continuar a brincar com o seu jornal e a servir quem lhe dá o "apoio".

Hoje fico-me por aqui e aguardo com curiosidade as etapas seguintes, pois após a saída da reportagem "ECOS na cadeia" do mês de Outubro, já houve reações dos participantes na rubrica que não terão ficado satisfeitos com a forma como se viram envolvidos na história.

Alentejanices...:
António José Ramos às 13:00
link do post | diz lá tu | disseram os outros (1)
Quinta-feira, 30 de Agosto de 2007

"quiosque com banca de mármore"

Tem para ler:

 

 ECOS

nº28 - Setembro de 2007

    

 

 

  

 

 

 

 

Estremoz no rumo certo...

 

 

 

 

 

 

 

 

  

  • Grande entrevista com José Alberto Fateixa, presidente da CME.
  • ...Câmara requalifica entradas da cidade...
  • ...Desporto: José Rui Marques volta a treinar o CF Estremoz...
  • ECOS na cadeia: O sonho da bata branca...
  • São Bento do Cortiço: Festas S.Bento e S.António - 14 a 17 Setembro...

 

Compre, Assine, Leia e Divulgue... o seu "Ecos"

 

 

TERRAS BRANCAS

nº351 - 30 de Agosto de 2007

 

  

  

 

 

 

 

 

CF Estremoz ganhou...

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

 

  • ...Troféu NUNO PRATES...
  • ASAE encerrou suinicultura em Orada...
  • Banda Filarmónica do Centro Cultural de Borba: 2007 com bastantes êxitos...
  • Festas dos Capuchos 2007... 
  • Évora: destingue instituições e cidadãos que se destacaram pelo seu trabalho...
  • Redondo: Arqueologia de verão em S.Pedro...

Compre, Assine, Leia e Divulgue... o seu "Terras Brancas"

 

  

BRADOS DO ALENTEJO

nº670 - 26 de Julho de 2007

.

 0008w0ag SONAE oferece 120 postos...

  • ...de trabalho... 
  • IP2:  futura associação quer solução a nascente
  • ainda a escola de música...
  • Espectativas superadas...

Compre, Assine, Leia e Divulgue... o seu "Brados do Alentejo"

 

 

JORNAL DESPORTIVO

nº7 - de Junho de 2007

 

 Futebol: Torneio Infantil de Estremoz...

  • Futebol: Vitor Caldeira treina Arcoense...
  • Hóquei: Externato S. Filipe sofre goleada...
  • Hóquei: C.F.Estremoz acreditar até ao fim...
  • Hóquei: entrevista Fernando Gonçalves, treinador jovens C.F.Estremoz...
  • Ciclismo: BTT 5ª prova da Taça de Portugal...

Compre, Assine, Leia e Divulgue... o seu "Jornal Desportivo"

 

Alentejanices...:
António José Ramos às 10:01
link do post

ano X... por António José Ramos

correio para mim, é aqui
connosco

ESTREMOZ

Estremoz

escuta aqui a

Rádio Despertar - on-line

procura aqui...

subscrever feeds

Alentejanices...

todas as tags

há mais estas...