Sábado, 19 de Maio de 2007

(outro) sujeitinho...

...a que eu me permito achar completamente ridículo no desempenho da sua faceta pública.

Aviso já que vou ser completamente parcial mas depois, cada um que ache o que quiser e que faça a análise que desejar, eu sou mesmo do Sporting Clube de Portugal.

Falo de um senhor que alguém achou que podia ser árbitro de futebol, pessoalmente e antes de qualquer atitude tomada pelo senhor enquanto árbitro, já o achava de muita fraca qualidade para a função que escolheu para ocupar os seus tempos livres. Ser árbitro de futebol não é para quem quer, é para quem tem jeito e este senhor, para isso "não serve".

Ora então, falo-vos de um tal de Paulo Costa, árbitro da primeira categoria, e falo-vos porque apesar de achar que cada  humano que gosta de futebol terá certamente o seu clube, já não admito que "destilem o seu ódio" de toda e qualquer forma e ainda se achem impunes perante o mundo do futebol só porque pertencem a uma raça de seres supremos - os árbitros.

Ora este senhor Paulo Costa, depois de um passado de erros e casos que sempre demonstraram as suas fracas aptidões para ser árbitro, ainda junta ao seu curriculum uma verdadeira lista de atitudes sempre em prejuízo do Sporting e por mais que disfarce não vale a pena pois só o atura e ouve quem quer ou quem não terá alternativa.

Eu não me esqueço que a única vez que um árbitro se auto exclui-o de apitar um jogo por um clube ter dito que andava a ser prejudicado pelas arbitragens, foi este senhor Paulo Costa que o fez, mas só o fez num jogo do Sporting e nunca mais.

Eu não me esqueço dos casos criados e nas autênticas conversas da treta para acicatar os ânimos sempre que o visado é o Sporting.

Como último capítulo, não é que se permite este senhor a vir comentar as decisões do Conselho de Justiça sobre o arquivamento do processo de repetição do U.Leiria x Sporting, dizendo à boca cheia que "Este foi o fim de uma novela. Fui um bocado indiferente a este caso, sendo uma situação claramente inventada... Nem vale a pena repisar muito mais nisto tudo. Nunca tive qualquer problema com situações destas. O jogo foi televisionado e os dados eram mais que evidentes. Por tudo isto, eu e a minha equipa sempre estivemos tranquilos" e termina apontando o dedo ao Sporting: "Este recurso sistemático é que levanta problemas aos árbitros".

Ora senhor Paulo Costa, esta deve ser a sua cereja no topo do bolo, pois como não perde a oportunidade de provocar o Sporting, lá tinha que mostrar toda a sua inteligência. Não se esqueça de que o Sporting continuará e daqui a pouco tempo ninguém neste país se lembrará que houve um tal de Paulo Costa que era árbitro... fraquinho e com nenhumas capacidades para andar no mundo do futebol.

Não é que alguém neste país pensasse que o jogo em que o senhor passeou toda a sua verdadeira classe de árbitro, no seu estilo arrogante e de superior, pudesse vir a ser repetido, também sou sincero e não o queria... portanto faça um favor ao futebol português que tanto parece defender... saia... pire-se e largue de vez o futebol... ah e já agora esqueça que poderá exercer outras funções na arbitragem pois para estragar já fez o suficiente.

Como certamente será uma excelente pessoa e um óptimo profissional na sua vida privada, faça-nos um favor, fique por lá e assim ninguém de si dirá mal enquanto "apitador" ou dirigente de árbitros.

E já agora, espero que não volte a calhar em "azar" ao Sporting Clube de Portugal. Por mim está proíbido...

António José Ramos às 09:15
link do post | diz lá tu

ano X... por António José Ramos

correio para mim, é aqui
connosco

ESTREMOZ

Estremoz

escuta aqui a

Rádio Despertar - on-line

procura aqui...

subscrever feeds

Alentejanices...

todas as tags

há mais estas...