Quarta-feira, 25 de Outubro de 2006

Conclusivo...

...e para elucidar algumas mentes mais fechadas e que teimam em pensar pelos outros.

Acordem... já não vivemos fechados no nosso pequeno Mundo...

Dizem eles:

(...)

"Os weblogs não destroem as publicações locais, mas divulgam notícias que não cabem naquelas, muitas vezes por estarem comprometidos politicamente com o poder local"

"Os bloggers, com a sua discussão própria, conseguem promover e fortalecer a comunidade local, despertar consciências e intervir civicamente na comunidade de uma forma assertiva e eficaz"
  • Catarina Rodrigues - "Blogues regionais como espaços de cidadania e participação"
(...)
 
"Os blogs não vão acabar em 2006 nem nunca. Quem difundiu a ideia dos blogs como uma moda foram os meios comunicação tradicionais, quando se aperceberam de que deixaram de ter a administração exclusiva do espaço público de comunicação e da agenda" 
“Uma das grandes vantagens deste meio de comunicação é a possibilidade de se adaptar a todo o tipo de formato e de linguagens (texto, imagem e áudio) e a par deste facto, não há nenhuma estrutura mediática tradicional que consiga competir com as pessoas que estão, por exemplo, nos lugares dos desastres e das tragédias naturais ou provocadas pelo terrorismo” 
"Ninguém pode competir com as pessoas que estão a viver e a sofrer a guerra, o terror ou uma catástrofe, filmando, tirando fotografias e publicando testemunhos" 
“É por isso natural que, por receio, os meios de comunicação tradicional tenham, inicialmente, vendido a ideia de que se tratava de uma moda "
  • José Luís Orihuela – “professor da Universidade de Navarra, pioneiro na utilização de blogues como ferramenta de ensino e aprendizagem”

(...)

António José Ramos às 08:02
link do post | diz lá tu
1 comentário:
De Anónimo a 25 de Outubro de 2006 às 14:53
teste

Comentar post

ano X... por António José Ramos

correio para mim, é aqui
connosco

ESTREMOZ

Estremoz

escuta aqui a

Rádio Despertar - on-line

procura aqui...

subscrever feeds

Alentejanices...

todas as tags

há mais estas...