Sábado, 1 de Outubro de 2005

Sporting Clube de P...arolos

Está a chegar ao fim mais uma semana das comemorações do centenário, já só falta "não ganharem em Paços de Ferreira"...

Duvido que haja alguém mais "lagarto" que eu (sou assim), no entanto a semana que vai findar torna-se vergonhosa para umas das instituições mais prestigiosas que por aí existem.

SPORTING 100 (sem) é o lema, mas não chega... tem de ser SPORTING 100 (em tudo).

Exibição medíocre, triste e infeliz de todos os profissionais no jogo com o Vitória de Setúbal, uma das piores equipas do campeonato português, é assim o grande Vitória deste ano. Falta de profissionalismo de alguns assalariados (e bem) do clube, que não respeitam nada nem ninguém. É que, por exemplo o Sr. Liedson não deve saber quantos sportinguistas ficaram zangados pelo penaltie falhado e que achavam que ele, pela exibição realizada até deveria ter saído mais cedo, e se não sabe alguém tem de lhe dizer, eu pelo menos não lhe peço que “resolva sempre, quero apenas que faça sempre tudo por resolver”. Vergonhosa postura profissional e exibicional num confronto com uma equipa fraquíssima, em que um excelente grupo de rapazes (um deles com 37 anos!!! e que corre como poucos) que se junta para jogar "peladas" ao fim-de-semana, e que aproveitou para vir passear a Lisboa e fazer tudo o que estava ao ser alcance para honrar uma humilde camisola e o futebol sueco. E fez, mereceu e levou os louros da sua conquista.

E hoje, faz-se noticia da última das vergonhas, bem pior que qualquer uma das outras, pois é daquelas em que nunca se consegue identificar os culpados, como é óbvio, falo das agressões e ofensas ocorridas na Assembleia-geral do Sporting, local por excelência para se debater o clube mas que alguns, acham que é o local onde deixam as amarguras e frustrações pessoais. Se fizermos um esforço de memória, reparamos que, mesmo que as caras mudem, os “PAROLOS” são os mesmos, “são os que idolatram seres humanos como bestiais e que depois os rebaixam como bestas”, são aqueles que acham que a sua liberdade é impedir a de outros e são aqueles que, normalmente (como me custa dizer isto) são protegidos, beneficiados e “eleitos” pela Direcção e/ou Administração do clube a que tenho o orgulho de pertencer. Falta só o domingo à noite e vir da capital do móvel mais uma descalabro, de resultado e de exibição, sinceramente é o que espero, mesmo contra toda a força dos meus desejos. Voltando à vergonhosa actuação de alguns sócios (pois acho que ainda não deixam entrar os que o não são), entre estes de ontem, os que riscam carros e partem cadeiras depois dos jogos, os que ofendem tudo e todos, os que atiram garrafas, pedras, petardos, bombas e foguetes, os que se batem nas bancadas, os que agridem e matam sob a capa de adeptos de futebol, não há diferença nenhuma. São energúmenos e dos grandes, se é que há escala para tal…

Culpo, como é óbvio, quem lhes dá guarida, protecção e benefícios a que os sócios e adeptos devotos normalmente não têm acesso. Já o disse por mais que uma vez, para mim as claques organizadas nos jogos e ao serviço de pseudo-candidaturas a futuras eleições, está desde já dispensada por mim de lá marcarem presença e dispensados de ocupar instalações cedidas pelos clubes, de beneficiar de bilhetes mais baratos, de poder entrar no estádio para (des)organizar o bem estar durante os jogos, para ofender, agredir, matar, estragar, partir e tornarem-se heróis televisivos num qualquer bloco informativo, de poderem entrar com tudo o que quiserem, de poderem entrar completamente alcoolizados e drogados perante o olhar complacente das autoridades (sejam elas de que tipo forem), enfim, estes “parolos” fazem o que bem lhes apetece e sobras-lhe tempo para pensar nas próximas.

Tudo isto para dizer, que, sinceramente, alguém acha que esta paz podre (a das vitórias no campo) passa a paz eterna e constante só porque se manda um treinador embora? Claro que não, o treinador do Sporting será responsabilizado quando a época terminar (espero eu) e os jogadores irão de férias na esperança que lhes chegue outro e que goste mais deles, mas se com vontade, trabalho e muito profissionalismo o Sporting for campeão nacional, estes mesmos que agora “berram” serão os primeiros a aparecer nas tv´s deste país a mandá-lo ao ar e a dizer que o Peseiro é o maior. Eu sinceramente não o acho, mas é o treinador do meu clube, escolhido por quem foi eleito para o escolher e serão esses a “pagar” a factura nas próximas eleições, se o quisermos. O treinador erra, os jogadores erram muito e os dirigentes erram demais, como tal, deixemos que os jogos de futebol valham só por aquilo que eles são e apenas entre os apitos dos árbitros, o do início e o do fim.

É que no dia 7 de Maio de 2005, eu vou estar no José Alvalade, a receber o S.C.Braga, muito feliz, muito contente, orgulhoso em ser do Sporting e gritar bem alto lá no estádio “campeões” mas certamente que a idolatrar seres humanos, não… nem nas vitórias nem nas derrotas… isso é para os adeptos do Sporting Clube de P…arolos.

SPOOOOOOORTING… (e para os que acham que eu não sou o maior "lagarto", eis um segredo, o Sporting vai ganhar 3 - 0 em Paços de Ferreira - prognósticos antes do jogo? Pois, tem de ser...).

Alentejanices...:
António José Ramos às 15:31
link do post | diz lá tu
4 comentários:
De Anónimo a 2 de Outubro de 2005 às 23:47
Como gosto de ter razão... mesmo que ao contrário... não há mesmo mais nada a fazer, toca a trabalhar que é para isso que lhes pagam, depois do apuramento para o mundial, venha a Académica... até lá!AJRamos
</a>
(mailto:antoniojbramos@netcabo.pt)
De Anónimo a 2 de Outubro de 2005 às 11:26
Deixei de ir ao futebol exactamente pelo que acontece e que tão bem o meu amigo escreveu.De facto hoje em dia,e a culpa também é dos Orgãos da C.Social, a festa do futebol já não é o que era.No entanto, creio que têm de ser os que gostam do desporto como festa a darem a volta e a tornarem os estádios como um local onde todos nos possamos encontrar.Saudações alentejanistas e estremocenses.DAX DAX
</a>
(mailto:domingos_xarepe@yahoo.com.br)
De Anónimo a 2 de Outubro de 2005 às 00:42
Ena pá.
Estou mesmo embasbacado. Até fui ler tudo outra vez. É que você, desta vez, não lhes perdoou mesmo nada. Disse tudo o que lhe vai na alma. Muito bem. Concordo com o que escreveu, com pequenas excepções, mas que não impedem o essencial. E, de certeza, eu não diria melhor.
Saudações alentejanas .... e leoninas.João
(http://emdirecto.blogspot.com/)
(mailto:alentejodive@yahoo.com.br)
De Anónimo a 1 de Outubro de 2005 às 20:10
Os jogadores não honram a camisola e temos dirigentes que são uma sombra do que deviam ser. Sem chama, sem alma, que dizem banalidades... Assim não vamos longe.quiosque
(http://quiosquedorossio.blogspot.com)
(mailto:quiosquedorossio@portugalmail.pt)

Comentar post

ano X... por António José Ramos

correio para mim, é aqui
connosco

ESTREMOZ

Estremoz

escuta aqui a

Rádio Despertar - on-line

procura aqui...

subscrever feeds

Alentejanices...

todas as tags

há mais estas...