Domingo, 25 de Janeiro de 2009

"anti-desportices" estremocenses

Para esclarecimento e antes que alguém tome o partido e as dores de outros, AQUI vos deixo a minha opinião escrita antes da inauguração do novo relvado do Municipal de Estremoz.

Levou tempo a consumar-se o sonho e o desejo dos futebolistas do concelho, e agora, depois de meses com a casa às costas, quando a casa parecia arrumada, os resultados da equipa sénior do CF Estremoz, desterrada para a segunda divisão distrital, começam a deixar no ar a esperança do regresso ao seu lugar - 7 vitórias consecutivas, 5º lugar e a sete pontos de um lugar de promoção - salta a vista o mesmo de sempre, um "amadorismo" deveras revoltante para quem faz sacrifícios de treinar fora de horas.

Chegou-me ao conhecimento que a distribuição dos treinos no Municipal se faz da seguinte forma, no que à equipa sénior diz respeito: CF Estremoz - 3ªs, 5ªs (das 20h às 21h) e 6ªs (após as 20h)

O problema parece começar logo por aqui... se durante muito tempo não houve relvado nem campo porque será que agora se terá que satisfazer todos os interessados em ali treinar?

Pergunto se há treino em condições para uma equipa competir se treina duas vezes por semana apenas 1 hora? Pois segundo o que apurei, as camadas jovens acabam às 20h e às 21h entra em cena a equipa de S. Domingos.

Assim sendo, a equipa do CF Estremoz, apenas treina um dia em condições e esse dia é a 6ª feira, pois não tem quem partilhe o campo após as 20h.

O problema, é que na passada 6ª feira, o SC Arcoense (digno representante do concelho na Divisão de Honra) em vésperas de uma deslocação ao campo do União de Montemor, entendeu e bem, efectuar um treino no relvado de Estremoz. Nada mais natural para as aspirações do clube e para os desejos da sua equipa técnica.

As perguntas que coloco e as dúvidas que assistem são as seguinte:

Quem consegue colocar duas equipas a treinar em metade do campo numa 6ª feira? Dia em que normalmente se faz o treino final antes da jornada de fim de semana? De quem partiu o erro de aceitar esta situação sem dela dar conhecimento a TODOS os interessados e com quanto tempo foi ela definida?

Diz o povo e com razão, que "é areia de mais para a camioneta", pois a mim pessoalmente também me parece e será bom que os responsáveis municipais estabeleçam as prioridades e as REGRAS e sentem à mesma mesa os interessados para que o planeamento de ocupação do "Municipal" se faça de acordo com todos e não ao sabor da corrente e à vontade momentânea de alguns.

Sinceramente, o amadorismo que surge nestes casos é o mesmo de sempre e há alturas em que não se pode agradar a todos. Existe um Estádio Municipal e sem qualquer problema, afirmo que deverá ser do uso prioritário por parte da equipa que é a razão da sua existência, as outras equipas do Concelho e não só poderão e deverão utilizá-lo sempre que o desejem e isso não colida com os interesses do CF Estremoz ou então em parceria com este, CF Estremoz, que em caso algum deve fazer dos pedidos e vontades que lhes assistem "orelhas moucas" ou ter a prepotência de que algo que não é seu, lhe pertence.

E por favor, não me venham com as habituais "choradeiras" do "é um campo municipal e é de todos igualmente pois foram os dinheiros públicos, etc. etc. etc." (estes são os argumentos do "amadorismo" e da falta de opiniões válidas). É um campo Municipal sim senhor... e daí? Que eu saiba, todas as freguesias tem um campo de futebol, nuns casos da junta em outros das equipas. Ou não é verdade que enquanto decorreram as obras de arrelvamento, o CF Estremoz treinou e jogou por terras de São Bento do Ameixial?

O que aqui importa é definir prioridades e saber se quem decide e pode organizar estas coisas o faz de acordo com os interesses de todos.

E já agora... que todos, mas mesmos todos vejam se existe "camioneta para levar toda a areia que pretendem transportar".

Quem não tem a culpa serão certamente os jogadores de todas as equipas que a única coisa que desejam fazer é jogar, já que para treinar os custos pessoais serão certamente muitos.

 

Acham que conseguem entender-se?

 

António José Ramos às 10:12
link do post | diz lá tu
3 comentários:
De R.Ramos a 26 de Janeiro de 2009 às 11:23
Olá.
Segundo ouvi dizer aquando da realização das obras no estádio municipal (e não sei se será verdade) estas só se iam realizar porque existiam 2 modalidades desportivas (futebol e rugby) que utilizariam o relvado. Se esta foi uma condicionante para as obras, acho muito bem que os horários sejam divididos pelos 2 desportos.
De António José Ramos a 26 de Janeiro de 2009 às 11:31
@ R.Ramos - "eu também acho mas eu apenas falei de descoordenação nos treinos de futebol, não me chegou ou ninguém me falou de qualquer problema com os treinos e jogos do Rugby. O problema a haver mantêm-se... criar as REGRAS para a utilização do Municipal"

As minhas desculpas por não ter falado no rugby mas eu não me esqueço da sua existência como se verá por estes lados na 4ª feira.
De Anónimo a 30 de Janeiro de 2009 às 10:28
Pelo que sei os responsáveis do SCA "inavdiram" sem autorização o relvado do municipal, o CFE (no seu horário de treino) mandou desequipar os jogadores e acabaram por abandonar as instalações quando o horário de treino seria deles.
Sendo ou não público, sendo municipal ou privado os horários e as regras são para cumprir.
Estranho a pessoa responsável pelas escalas de ocupação do campo não se ter deslocado ao local mesmo após ter conhecimento do sucedido! Não se devem deixar mais de 40 homens tomar decisões de cabeça quente...
De louvar a atitude da equipa técnica, direcção e jogadores do CFE que, em seu próprio prejuízo, abandonaram o relvado evitando males maiores.

Comentar post

ano X... por António José Ramos

correio para mim, é aqui
connosco

ESTREMOZ

Estremoz

escuta aqui a

Rádio Despertar - on-line

procura aqui...

subscrever feeds

Alentejanices...

todas as tags

há mais estas...